Últimas Notícias

A perfuração de poço artesiano é uma alternativa segura contra a crise hídrica

Foto de capa da notícia

Sem a água a existência da vida se torna impossível se ela não for tratada e gerida da melhor maneira possível poderá se tornar, morte, doença e desigualdade social e com o passar do tempo vem se tornando muito difícil e complexo para o homem tratar a questão da água em um cenário de crescimento, industrialização , urbanização e mudanças climáticas.

Historicamente, temos tratado a água como um recurso inesgotável.

Embora vivamos em um planeta cuja superfície é ocupada por cerca de dois terços de água, esquecemos que apenas 0,09% dessa água pode ser aproveitada para consumo do homem. E há uma parte significativa que já foi poluída ou degradada pela ação humana.

Os primeiros registros da utilização de águas subterrâneas foram a 5.000 anos antes de Cristo com os chineses, mas o termo "poço artesiano" só surgiu no ano 1126, quando foi perfurado na cidade de Artois, França, sendo o primeiro sistema de captação de água desta natureza.

Quando a própria pressão natural da água é capaz de levá-la até a superfície, temos um poço artesiano (Figura 01). Quando a água não jorra, sendo necessário a instalação de aparelhos para a captação da mesma, tem-se um poço semi-artesiano (Figura 02). Os poços artesianos e semi-artesianos são tubulares e profundos.


Figura 01 - Poço artesiano


Figura 02 - Poço Semi artesiano

Atualmente a perfuração de poços artesianos tem sido uma alternativa para adquirir água potável. Um poço artesiano retira água de reservas subterrâneas encontradas no solo e nos espaços entre as rochas. Em sua maioria, a água extraída lá debaixo é mais pura e com maior porcentagem de sais minerais.

Os poços artesianos dependem também de manutenções preventivas, para evitar problemas geológicos e até mesmo mecânicos. A cada um ano e meio, ou dois anos no máximo, devem ser realizadas análises para apurar a qualidade da água, a integridade dos equipamentos, e no caso de poço semi-artesiano, conferir a moto bomba.

Autor: Info Escola.
Fonte: Info Escola.