Últimas Notícias

Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Por que investir?

Foto de capa da notícia

Com as crescentes preocupações ambientais e legislações, o tratamento de águas residuais é obrigatório para melhorar continuamente os padrões de descarga e reduzir riscos ambientais.

Por isso, é tão importante investir num sistema de tratamento de esgoto, seja ele próprio ou não.
As Estações de Tratamento de Esgoto – ETE – são sistemas que recebem as cargas poluentes do esgoto e devolvem o efluente tratado para um fim diferente, seja para natureza ou reutilização.

Esse tipo de tratamento, além de reduzir os impactos ambientais, evita que as empresas sejam responsabilizadas judicialmente pela destinação incorreta do seu efluente. Isso significa uma verdadeira economia industrial, em dois sentidos:
• o efluente pode ser reutilizado em outra função diminuindo a necessidade de captação de água;
• a empresa não corre riscos de multas e punições governamentais.

De acordo com a Lei 9.433/97, a Lei das Águas, empresas que não adotam o descarte correto de efluentes estão sujeitas a fiscalização e rígidas penalidades, muito piores do que os custos de adequação à Lei.

É devido acrescentar que a Lei contribui para a preservação, que embora negligenciada, é necessária para a própria permanência do negócio no futuro.

Tipos de tratamento de esgoto
O processo de tratamento industrial ou as ETEs industriais pode revelar-se complexo, por isso há empresas de saneamento que oferecem esse tipo de serviço. Águas residuais podem incluir esgoto doméstico e esgoto industrial resultante das atividades de produção.

Geralmente o termo efluente está relacionado ao resíduo da produção de uma indústria, por exemplo, e o esgoto ao resíduo de banheiros.
Existem vários processos usados para tratar o esgoto, como armazenar a água em tanques e dividir a água da superfície, wetlands e vários sistemas, a depender do tipo de resíduo.

O esgoto é geralmente de três tipos:
Esgoto doméstico: É gerado através da rotina diária doméstica e inclui banheiro, banho, lavagem de roupas, utensílios de cozinha, limpeza, entre outros. Esta água reciclada é usada para irrigação, lavagem de quintais, pátios, carros ou para outros trabalhos que não utilizem água potável.

Esgoto industrial: é gerado através das atividades realizadas na indústria ou nas fábricas. Contém produtos químicos, sólidos e óleos que não podem ser dissolvidos em água, assim como materiais orgânicos. A utilização do efluente tratado depende da natureza do resíduo. As fábricas de cerveja, por exemplo, utilizam os efluentes de forma que o resíduo se torna parte integrante da economia da empresa. Outras indústrias, como a farmacêutica, exigem elevado nível de cuidado.

imagem da materia

Esgoto pluvial: A água da chuva e outras águas naturais contêm os materiais orgânicos que não são de todo prejudiciais. A poeira dissolvida é purificada para torná-la reutilizável e fornecida por meio de tubulações.

imagem da materia

Estação de tratamento de efluentes – ETE – Tipo Wetland
São sistemas naturais de tratamento de efluentes que tiram partido do conjunto solo-planta para o pós-tratamento de efluentes. Simulam e aceleram as condições naturais encontradas nos terrenos alagados naturais. Isso significa que são utilizadas plantas no tratamento.

imagem da materia

São elaborados com a finalidade de receber esgotos previamente tratados e proporcionar um incremento na qualidade desse esgoto. Possui grande eficiência para o tratamento de efluentes domésticos e industriais. É um excelente método de tratamento, porém exige espaço para implantação.

Estação de Tratamento de Efluentes Industriais – ETEI
Na maioria dos casos, o esgoto industrial é tratado internamente pela indústria, separado em tratamentos específicos, ou tratado até conjuntamente nas etapas biológicas dos tratamentos de efluentes industriais.

O tratamento biológico dos despejos industriais leva em consideração principalmente alguns aspectos e conceitos, como: biodegradabilidade, tratabilidade, concentração de matéria orgânica, disponibilidade de nutrientes e toxidez.

Uma estação diferente da wetland, que exige menos espaço e pode ser implantada verticalmente.

Autor: Da redação.
Fonte: https://fusatiambiental.com.br/estacao-de-tratamento-de-esgoto-por-que-investir/.