Últimas Notícias

Tudo que você precisa saber sobre sanitização de ambientes

Foto de capa da notícia

Mesmo após uma boa faxina, o local ainda pode conter fungos, bactérias, ácaros demais agentes infectantes. Portanto, é necessário recorrer aos serviços de sanitização - eles eliminam microrganismos nocivos e previnem a proliferação de doenças.

A sanitização de ambientes é uma atividade que combate agentes patogênicos como bactérias, ácaros etc. Artigos de limpeza comuns, como esfregões e água sanitária, não são eficazes para eliminar essas ameaças. Faz-se necessário recorrer a recursos especiais.

Em resumo, o procedimento tem o objetivo de garantir benefícios à saúde dos indivíduos. O acúmulo de bactérias, vírus e outros microrganismos impede que se que se tenha uma rotina saudável. Logo, a sanitização ajuda a frear a disseminação de doenças respiratórias, como rinites alérgicas e resfriados.

Ainda há o ganho quanto à conservação de alimentos e objetos. Sem mofo ou bactérias para deteriorar os materiais, mantém-se a vida útil dos produtos por mais tempo.

O produto sanitizante é aplicado por uma equipe especializada. Há a exigência do isolamento do local pelo período em que perdurar o serviço. Os profissionais usam aparelhos modernos e equipamentos de proteção individual adequados.

A ação química do produto forma uma película protetora nas paredes do ambiente, que ficam protegidas contra a proliferação de microrganismos. O tempo de aplicação depende diretamente do tamanho do espaço a ser sanitizado.

Poucas horas após o procedimento, pessoas e animais já podem retornar à área. O produto sanitizante é livre de riscos, pois não é inflamável nem corrosivo.

Recomenda-se o trabalho especialmente para locais com grande circulação de pessoas. Não obstante, qualquer residência ou estabelecimento comercial pode recorrer à sanitização de ambientes.

A combinação de umidade, suor e temperaturas mais elevadas é comum em salas fechadas. Essa é a receita ideal para que colônias de bactérias se proliferem. Boates e academias, por exemplo, devem recorrer à sanitização periodicamente.

No caso de fábricas, devido ao elevado número de colaboradores, deve-se considerar o risco de contaminação da produção. Dependendo do segmento, pode haver consequências para a saúde pública.

As clínicas, consultórios e hospitais também merecem atenção especial. Os pacientes carregam vírus e bactérias da rua e para a rua. Portanto, a qualidade da limpeza é a chave para a prevenção e o combate a infecções.

Podemos ainda citar a necessidade da sanitização em escritórios, lojas, hotéis, pousadas, motéis e até mesmo veículos de passageiros.

Por fim mas não menos importante, o produto que utilizamos para a sanitização é indicado pelo Ministério da Saúde e ANVISA para o controle do Coronavírus. Relatórios da Agência de Proteção Ambiental dos EUA mostram que o controle do vírus acontece em cerca de 10 minutos após o contato.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento sem compromisso!

Autor: Da redação.
Fonte: Hidrosam, foodsafety (com adaptações).